Itapema investe em novos projetos para melhoria da qualidade de vida e valorização turística

  • 1 mês atrás
  • 1
Itapema investe em novos projetos para melhoria da qualidade de vida e valorização turística

Itapema é uma cidade em constante crescimento e uma das mais importantes do litoral catarinense. Fundada há quase 60 anos, ela começou com poucos habitantes e atualmente a população está na casa dos 60 mil.

Conforme sua expansão ocorre, a popularidade também aumenta. Hoje em dia é uma das praias mais populares e visitadas durante todo o ano, mas principalmente na temporada de verão.

As praias exuberantes, com mar cristalino e temperatura agradável são as principais atrações de Itapema. Mas o motivo da sua crescente popularidade também pode ser explicado pelos investimentos em infraestrutura.

O município de Itapema possui um dos maiores níveis de Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM). Os serviços oferecidos para moradores e turistas são comparáveis a grandes centros urbanos, como saúde, educação, saneamento e segurança. 

Além disso, a infraestrutura oferecida para quem quer curtir a praia ou outras formas de entretenimento na cidade é incrível.

Ou seja, é uma cidade que não para de se desenvolver e procurar novas formas de melhorar ainda mais a sua estrutura por completo.

Pensando nisso, a prefeitura de Itapema realizou em abril deste ano duas audiências públicas para apresentar projetos de desenvolvimento ao município. Devido às medidas de prevenção ao coronavírus, as atividades na Câmara de Vereadores foram transmitidas ao vivo pelas redes sociais do Poder Legislativo e Executivo.

Em um primeiro momento, foi apresentada a criação da Operação Urbana Consorciada. Esta organização consiste em uma série de projetos que visam aplicar reformas e novas estruturas em bairros da cidade.

Uma das principais inovações se trata do aumento da orla da praia de Itapema. Esta etapa foi desenvolvida pensando em questões fundamentais para a valorização turística, imobiliária e ambiental do município.

Quando for concretizado, o projeto realizará a ampliação da faixa de areia, que atualmente é de 30 metros, para 60 metros. 

Também está projetada para o bairro Meia Praia a construção de uma via com duas faixas. Desse modo, o objetivo é resolver problemas de mobilidade urbana e também na segurança.

Estes problemas foram detectados a partir de estudos, que verificaram a possibilidade de realizar ainda mais o policiamento nas avenidas e orlas com estas novas vias de tráfego de veículos.

Além disso, entre os bairros Meia Praia e Centro, será construído um parque linear, para fazer a conexão dos dois, no chamado Estreito. Esta ligação será feita através do calçadão, onde serão construídos decks com o objetivo de preservar a restinga naquela área.

O Consórcio de Operação Urbana ainda estipula o aperfeiçoamento da drenagem urbana na Zona Residencial Zona 01 dos bairros Morretes e Meia Praia. Desse modo, será desenvolvido o desassoreamento dos Rios Oliveira e Perequê, realizando também a criação de molhes.

Além disso, a Operação Urbana Consorciada também vai atingir outros bairros, como Morretes, Leopoldo Zarling e Sertão do Trombudo, que tem como objetivo realizar a requalificação urbana especialmente voltada para a garantia de moradia digna na denominada 450. 

Também vai ser responsável pela APL da construção civil e dos setores náuticos, oferta de ensino fundamental integral, desenvolvimento de startups, além de melhorias na mobilidade urbana, entre outros.

As obras também visam a preocupação ambiental, a partir de um amplo estudo realizado pela Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí-Açu (Amfri). Nesse caso, foram definidas estratégias para enfrentar questões ambientais como enchentes, já que Itapema é uma cidade plana.

Todas estas ações desenvolvidas na cidade visam melhorar ainda mais a qualidade de vida de Itapema. Também vai fomentar a economia e todo setor turístico e imobiliário, trazendo mais visitantes.

Melhorias em Itapema

Terceira Avenida – A ampliação da Terceira Avenida será dividida em dois trechos: Trecho Sul (da Rua 288 até a Rua 316), e Trecho Norte (ligando a Terceira Avenida da Rua 232, até a Rua 244). 

Assim, a cidade vai obter melhorias não só na questão da mobilidade urbana, mas também na ampliação da segurança no local. A revitalização da faixa já existente da Terceira Avenida foi iniciada e deve ser retomada neste mês de fevereiro.

Faixa de areia – O engordamento da faixa de areia e drenagem da orla da Meia Praia devem acontecer a longo prazo. No entanto, são necessárias algumas etapas de planejamento e aprovação ambiental. 

Após a viabilização financeira e o início da licitação, o processo deve ser executado daqui dois anos. 

A Prefeitura também quer ligar o Parque Linear da Meia Praia, ao calçadão do Centro, obra que deve ser licitada até novembro deste ano, e tem previsão de ser iniciada em fevereiro do ano que vem.

Trânsito – Obras como a criação de uma ponte sobre o Rio Perequê, na altura da Rua 306, criando uma nova ligação do bairro da Meia Praia com a Marginal da BR 101 devem iniciar no começo de 2022. 

A manutenção e modernização da Ponte do Rio Perequê, na divisa entre Itapema e Porto Belo, também está na lista e deve ser licitada até setembro, e iniciada em março de 2022.

Já um elevado de ligação para quem vem do Centro de Itapema para o Bairro Meia Praia (veja na imagem abaixo), promete desafogar o principal acesso ao bairro Meia Praia e Morretes. Esta também é uma obra a longo prazo, com previsão de ser iniciada em março de 2023.

Túnel da 246 – A solução para um dos pontos mais críticos do trânsito da Meia Praia é o túnel na Marginal da Rua 246. 

O projeto denominado “agulha de incorporação” vai criar um acesso (antes do túnel, nas proximidades da Cassol, no sentido Perequê-Meia Praia), evitando que os veículos tenham que usar o túnel para ter um acesso à BR 101.

Assim, resolverá os problemas levantados por um estudo que mostrou que 50% dos veículos que cruzam o local buscam uma saída para a rodovia. Esta é uma obra que deve acontecer a curto prazo, e já está em fase avançada.

Píer Turístico – Este projeto importante para a valorização turística da região, vai ser fundamental para Itapema e também Porto Belo. 

Localizado ao final da Meia Praia, próximo ao Rio Perequê, o píer terá 180 metros de comprimento e 2.450m² de área. Terá infraestrutura de serviços, comércio e transporte, e deve promover a recuperação e a preservação ambiental.

Ciclofaixas – Também contemplando melhorias no Plano de Mobilidade Urbana de Itapema, será realizada a implantação de ciclovias e ciclofaixas que vão se concentrar no lado Leste (esquerdo) das vias, e devem contemplar toda extensão da Avenida Nereu Ramos e 2ª Avenida.

Como funciona a Operação Urbana Consorciada

De acordo com o estatuto da cidade, a operação urbana consorciada é o conjunto de intervenções e medidas coordenadas pelo Poder Público municipal, com a participação dos proprietários, moradores, usuários permanentes e investidores privados. 

A organização tem como objetivo alcançar em uma área transformações urbanísticas estruturais, melhorias sociais e a valorização ambiental.

Nesse caso, estão previstas a modificação de índices e características de parcelamento, uso e ocupação do solo e subsolo, bem como alterações das normas edilícias, considerando o impacto ambiental delas decorrentes.

Ainda serão realizadas a regularização de construções, reformas ou ampliações executadas em desacordo com a legislação vigente.

Por último, a concessão de incentivos a operações urbanas que utilizam tecnologias visando a redução de impactos ambientais, e que comprovem a utilização, nas construções e uso de edificações urbanas, de tecnologias que reduzam os impactos ambientais e economizem recursos naturais, especificadas as modalidades de design e de obras a serem contempladas.

Participe da discussão

Compare listings

Comparar