O que é a taxa de retorno nos investimentos em imóveis? Entenda!

  • 4 meses atrás
  • 1

Sempre que vamos colocar nosso dinheiro em algum projeto, esperamos receber um valor em troca, independente da quantia e dos riscos. Por isso, os investimentos em imóveis são uma das formas mais populares de negociação.

Esta é a forma mais segura de obter retorno do valor investido. Em um primeiro momento, isto ocorre porque o mercado imobiliário oferece uma segurança que o mercado financeiro não é capaz de sustentar.

Além disso, os investimentos em imóveis trabalham com bens duráveis e concretos, ou seja, não tem capital especulativo. Os seus valores são definidos com base no preço do metro quadrado da região e em todo o custo de construção.

Desse modo, escolher uma cidade é um bairro com excelentes índices de valorização é garantia certa de receber altos lucros após realizar os investimentos em imóveis. Nesse sentido, formar um patrimônio concreto, com a aquisição de apartamentos em empreendimentos de alto padrão é muito mais seguro do que qualquer outra forma de negócio.

No entanto, mesmo com toda essa facilidade, é preciso ficar atento a diversas questões sobre os investimentos em imóveis. Afinal, ninguém quer correr riscos de perder dinheiro, não é mesmo?

Um fator determinante é a taxa de retorno nos investimentos em imóveis. Pensando nisso, vamos explicar melhor sobre o índice e como ele funciona. Fique ligado!

O que é Retorno sobre o Investimento imobiliário?

Primeiramente, precisamos entender sobre o ROI. A sigla em inglês é denominada Return on Investment, que significa, basicamente, “Retorno sobre o Investimento”.

Esta é uma métrica de desempenho que mostra o efetivo benefício obtido com um investimento em um imóvel. A medição leva em conta o valor investido no bem imóvel, o ativo, e o que o proprietário produz em função dele.

Desse modo, o retorno sobre o investimento pode ser positivo, ou seja, quando existe lucro, ou negativo, quando há prejuízo. Devido à baixa volatilidade, os investimentos em imóveis é perfeito para pessoas que tem o perfil mais cauteloso e que desejam expor seu patrimônio a um risco menor.

Em geral, o ROI é expresso como uma porcentagem e permite que o investidor compare diferentes alternativas de investimentos disponíveis no mercado.

Para os empreendimentos residenciais, o retorno pode vir de duas fontes. A primeira é a renda proveniente do uso da casa ou apartamento, como aluguel, por exemplo. O outro está na valorização do bem, chamado de ganho de capital ou lucro imobiliário.

Para que serve a taxa de retorno nos investimentos em imóveis?

Agora abordando especificamente a taxa de retorno nos investimentos em imóveis, é preciso estar atento a este importante cálculo, que ajuda a definir se o investimento realmente vale a pena e é seguro.

Em relação à perspectiva de rentabilidade, o cálculo colabora na avaliação do potencial de cada imóvel. Nesse sentido, o processo deve ser feito com bastante calma, de modo a encontrar a opção com maior retorno possível.

Além disso, a taxa de retorno nos investimentos em imóveis também pode ajudar os clientes a aproveitar oportunidades e comparar opções de investimento. 

Ela é muito importante também para saber o tempo de retorno, já que o processo de retorno financeiro não ocorre de forma imediata, especialmente no mercado imobiliário.

Desse modo, se você está procurando adquirir um imóvel com o objetivo de ter retorno financeiro, deve ter preocupações que são um pouco diferentes da negociação mais tradicional.

Um deles é o tempo de retorno do investimento. Em caso de aquisição para aluguel, as características como o valor de locação, o tempo que o imóvel precisa ficar alugado e uma perspectiva da taxa de vacância são informações cruciais.

Já em caso de venda, o tempo de espera é maior, até que o imóvel obtenha a valorização desejada. Isso depende de diversos fatores, como região com boa infraestrutura da cidade, estrutura que o comprador ou inquilino procura, e características de qualidade do empreendimento.

Como calcular a Taxa de Retorno?

Para obter a taxa de retorno em investimentos em imóveis deve-se, em primeiro lugar, verificar tudo o que foi investido pelo comprador. Nesse cálculo precisam ser incluídos também valores gastos com mobília ou com eventuais reformas, por exemplo.

Também é importante incluir no cálculo outros gastos como o imposto de renda sobre o imóvel e demais taxas, como o Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). Somente com todos estes números é possível totalizar a conta do capital inicial.

Então, para saber a taxa de retorno, deve-se dividir o capital inicial investido pelo lucro líquido a ser gerado pelo imóvel. Esse rendimento pode ser proveniente tanto do aluguel do imóvel, quanto de uma futura venda.

Em caso de aluguel, a taxa de retorno é obtida dividindo o valor recebido pela locação pelo capital inicial investido. 

Na venda, o cálculo da taxa de retorno deve ser feito dividindo o valor obtido pela comercialização das unidades pelo montante que você investiu inicialmente.

Para se ter uma boa taxa de retorno nos investimentos em imóveis não existem soluções mágicas. Na prática, você precisa estar dentro da realidade do mercado e não determinar valores altos demais para aquele imóvel pode não conseguir fazer negócio.

É muito importante manter-se dentro da realidade e contar com ajuda especializada para saber quais valores pode praticar no seu investimento.

Participe da discussão

Compare listings

Comparar