Tipos de apartamentos: Descubra o melhor para você

  • 3 meses atrás
  • 1
Tipos de apartamentos: Descubra o melhor para você

Existem diversos tipos de apartamentos oferecidos pelo mercado imobiliário. Com a crescente demanda do público, a diversidade de modelos aumentou, cada um com formatos que atendem a necessidades específicas.

Por isso, é importante conhecer os tipos de apartamentos antes de fazer a escolha do seu imóvel. Desse modo você garante que tomará a decisão mais adequada para o seu estilo de vida. Afinal, ao escolher um lugar para morar, o que queremos é maior conforto e se sentir bem com o ambiente, não é mesmo?

Desse modo, para fazer a melhor escolha no tipo de apartamento, você deve considerar alguns fatores importantes. Um dos pontos para analisar são as necessidades diárias de todos os moradores, pois assim é possível determinar o tamanho do imóvel.

É claro que o orçamento não pode ficar de fora, já que é preciso saber o quanto você pode disponibilizar para investir em um imóvel. O valor do apartamento varia conforme diversas características e também vale ficar atento ao potencial de valorização da propriedade.

Como falamos anteriormente, existem muitos tipos de apartamentos. Eles variam conforme a metragem, divisão interna e outros aspectos da estrutura. Separamos os principais modelos, confira:

Quais são os principais tipos de apartamentos que existem hoje?

Apartamento tradicional:

Vamos começar os tipos de apartamentos pelo mais conhecido e comercializado no mercado imobiliário.

O apartamento tradicional, ou padrão, possui a planta com divisão interna bastante definida. Em geral, este tipo de propriedade oferece dois a três quartos, sala, cozinha, banheiro e, em alguns casos, suítes.

São indicados para todos os públicos, seja para famílias completas, pessoas solteiras e também independente da classificação de simples e de luxo.

Studio:

Assim como os conhecidos como lofts, esses tipos de apartamentos não possuem divisão dos cômodos por paredes.

Nesse sentido, os studios tendem a ser menores e podem apresentar poucas divisões internas. Por exemplo, o dormitório fica isolado, deixando o ambiente mais privativo.

No entanto, vale destacar que ele também se difere dos chamados kitnets, já que ele permite, em determinado ponto, integrar quarto, sala e cozinha no mesmo ambiente. O apartamento tipo studio é ideal para aquelas pessoas que moram sozinhas e não recebem muitas visitas.

Loft :

Como destacamos anteriormente, é um dos tipos de apartamentos que não possui divisão interna. Ou seja, apresentam cômodos completamente integrados.

O conceito foi criado por volta dos anos 60 nos Estados Unidos, com a reforma de antigos armazéns e galpões industriais em locais para morar. No Brasil, os lofts herdaram características como o pé-direito alto, grandes e, geralmente, a presença de um mezanino.

São imóveis modernos, com sensação de amplitude e bastante espaço para receber visitas. No entanto, como faltam ambientes privativos, não comporta muitos moradores.

Flat:

Muito conhecido como apart-hotel, se trate de um apartamento convencional com metragens reduzidas. Apesar disso, possui características diferenciadas, como serviços de hotelaria no prédio, como camareira, serviço de quarto, refeitório e lavanderia.

É bastante popular em grandes capitais e indicado para quem mora sozinho e possui rotina agitada. Ou seja, por pessoas que procuram a comodidade de hotéis com taxas menores que na rede hoteleira comum. Também é utilizado como moradia provisória, durante reformas ou mudanças.

Kitnet:

Um dos tipos de apartamento com menores metragens, que podem variar de 20 a 40 metros quadrados. Basicamente, apresenta uma divisão interna em apenas dois cômodos, sendo um deles o banheiro. O outro é um ambiente único que integra a sala, o quarto e a cozinha.

Cobertura:

Em geral, é um apartamento de luxo que fica localizado no último andar do edifício. Oferece um ambiente privativo ao ar livre, com metragens bastante amplas.

Em grande parte destes tipos de apartamento a área externa é composta por opções de lazer, como: piscina, jardim, churrasqueira, varanda gourmet ou até mesmo uma sala de jantar, por exemplo.

Garden:

Semelhante à cobertura, com espaço privativo na área externa, no entanto, fica localizado no térreo do empreendimento. Como possui uma metragem extensa, também pode ser aproveitado de diversas maneiras pelos moradores.

Duplex:

Este apartamento é, na realidade, dois em um só. O duplex se caracteriza por um apartamento ocupando dois andares do edifício. Ou seja, é como se houvesse um sobrado dentro do prédio. Geralmente o acesso ao piso superior é feito por escada ou elevador interno.

Sua divisão básica consiste em ter um pavimento social, com salas lavabos e cozinha e outro pavimento íntimo, com quartos e banheiros.

Triplex:

Na mesma linha do duplex, mas o imóvel conta com três apartamentos distribuídos ao longo de três andares do prédio.

Geralmente, o terceiro andar fica na cobertura, garantindo uma vista incrível e lazer exclusivo para os moradores. Sua metragem é muito alta, ficando acima dos 200 metros quadrados.

Participe da discussão

Compare listings

Comparar